4 mulheres empreendedoras brasileiras para se inspirar

4-mulheres-empreendedoras-brasileiras-para-se-inspirar.jpeg

 

Não há dúvidas de que as empreendedoras vêm conquistando cada vez mais espaço no mercado. Apesar de serem muitos os desafios enfrentados, essas mulheres não desistiram e, hoje, são reconhecidas pelos seus esforços e por suas trajetórias de sucesso.

Quer conhecer a história de 4 grandes mulheres empreendedoras brasileiras que irão te inspirar a persistir no seu negócio? Então continue a leitura!

1. Luiza Helena Trajano – Magazine Luiza

Não é por acaso que a história de Luiza Trajano serve de exemplo para outras mulheres empreendedoras. Ela tinha apenas 6 anos quando os tios abriram a primeira loja, em 1957. Aos 12 anos, começou a ajudar nos negócios, trabalhando como balconista durante as férias.

Nos anos seguintes, colaborou em todos os departamentos da loja, até que, em 1970, Luiza chegou à superintendência da loja, participando mais ativamente na direção do negócio. Em 1991, assumiu o comando do negócio e, com sua visão empreendedora, deu origem a uma das maiores redes varejistas do Brasil.

2. Sônia Hess de Souza – Dudalina

A Dudalina começou em 1957 como uma confecção de camisas costuradas em casa por seu Duda e Dona Lina. Anos depois, Sônia Hess, a sexta filha do casal (de um total de 16!) foi convidada pelos irmãos a expandir os negócios. Foi assim que ela levou a marca para São Paulo, ocupou a presidência da empresa e transformou a Dudalina em uma das maiores exportadoras de moda do país.

Foi também graças à Sônia que a camisaria começou a investir, em 2010, em um nicho pouco explorado no mercado brasileiro: o de camisas sociais para mulheres. Em 2015, a empreendedora deixou a presidência da marca, mas ainda atua no conselho da Dudalina, utilizando sua experiência como vendedora de moda.

3. Eliana – da Tv para o empreendedorismo

Definitivamente, essa apresentadora não é apenas mais um rosto conhecido da TV. Em quase três décadas de carreira, Eliana tem uma história que serve de inspiração para muitas mulheres empreendedoras.

Seu início na carreira artística foi precoce: aos 8 anos, ela já participava de comerciais. Aos 18, iniciou sua carreira como apresentadora infantil. Foi esse contato com as crianças que levou Eliana para o mundo do empreendedorismo. Lançou 15 discos que superaram a impressionante marca de 3 milhões de cópias e lançou um filme.

Apesar da mudança de público, ela ainda fatura alto com os produtos licenciados nos segmentos de moda e beleza — são 180, atualmente. Ela também é proprietária da Editora Master Books, especializada em livros de arte e biografia, e lançou, em 2012, o DaquiDali, site de notícias com foco no público feminino.

4. Zica Assis – Instituto Beleza Natural

Ela era empregada doméstica e tinha um problema: queria cuidar do cabelo crespo e com volume sem recorrer aos métodos de alisamento. Fez um curso de cabeleireira e muitos testes até encontrar um produto relaxante eficiente e lucrativo. O resultado, além dos cabelos mais bonitos, colocou Zica entre uma das 10 mulheres empreendedoras mais influentes do país.

Atualmente, ela lidera o Instituto de Beleza Natural, uma rede voltada parra o tratamento de cabelos crespos e ondulados. Além disso, Zica comanda uma fábrica de produtos capilates, um centro de desenvolvimento técnico para a qualificação de profissionais e ainda tem dezenas de salões espalhados pelo Brasil.

Gostou de conhecer um pouco mais da história dessas mulheres empreendedoras? Então compartilhe este post nas suas redes sociais!

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.