Economizar, poupar e investir: os pilares do sucesso de uma empresa

economizar-poupar-e-investir-os-pilares-do-sucesso-de-uma-empresa.jpeg

 

Cuidar das finanças é um dos pilares do sucesso para qualquer empreendimento, e quase todo empreendedor ou empresário sabe disso. Sem a atenção correta para os números que o negócio oferece, as chances de ver o empreendimento sofrer sucessivas crises ou nunca decolar são enormes.

Porém, o que nem todos conseguem enxergar é que ter atenção com as finanças vai muito além de pagar todas as contas até o vencimento e cobrar os clientes que não estão com os pagamentos em dia. Isso só vai garantir que a empresa honre seus compromissos em momentos de estabilidade, porém, não impede que um momento ruim da economia faça com que seu negócio vá à falência.

Quer saber como proteger a sua empresa desse cenário terrível? A resposta pode ser mais fácil do que você imagina. Confira!

Os pilares do sucesso econômico

O que pode garantir que a sua empresa passe pelas crises sem sentir grandes impactos são os três pilares de uma vida financeira saudável: economizar, poupar e investir.

Para muitas pessoas, as três palavras têm o mesmo significado, mas, neste texto, vamos descobrir que elas são, na verdade, bastante diferentes e quase sempre complementares. Descobrir o verdadeiro significado dessas três palavras mágicas e aplicar na realidade do seu negócio vai revolucionar a sua relação com o dinheiro. Entenda.

Economizar

Você com certeza já praticou a economia, tanto na sua vida pessoal quanto na empresa. Esse hábito é o mais simples dos três, pois se trata de cortar custos e evitar gastar dinheiro em coisas que não são necessárias.

Muitos pensam que só esse costume já é suficiente para garantir a saúde financeira da empresa, e realmente ele é bastante importante. O problema é que grande parte dos administradores economiza em alguns setores e acaba gastando o dinheiro em outras coisas, deixando de lado a arte de poupar.

Com isso, todo o empenho no corte de gastos acaba perdido. Então, o administrador não consegue ver os frutos do seu esforço e acaba abandonando a prática da economia assim que as finanças melhoram. Dessa forma, perde uma excelente oportunidade de desenvolver a empresa e sofrer menos em períodos de crise econômica.

Poupar

Quando a pessoa economiza e consegue guardar esse dinheiro, independentemente da finalidade, ela está poupando. Esse hábito é tão importante para manter a estabilidade econômica, até mesmo, em tempos de crise, que “poupar” é um conselho dado por 10 entre 10 economistas para todos os tipos de público.

Sendo assim, é claro que todo empresário não pode deixar de ter um dinheiro guardado para eventualidades.

Quem sabe disso muito bem são os autônomos: afinal, sendo sua própria empresa, é essencial ter um pé-de-meia para cobrir as necessidades caso o profissional precise parar por alguns dias — no caso de uma viagem ou doença, por exemplo.

Em empresas maiores, que contam com funcionários, uma forma simples de começar a poupar é ter uma conta separada para guardar as provisões de férias e de décimo terceiro salário, por exemplo.

Conforme as finanças ficam menos apertadas, o ideal é retirar todos os excedentes do caixa, para evitar que esse dinheiro seja usado sem necessidade, deixando o negócio preparado para todos os cenários econômicos.

Investir

Quando poupar já se tornou uma parte da rotina, o indicado é procurar opções para fazer esse dinheiro render, ou seja, ganhar valor enquanto fica guardado. Ao ouvir a palavra investimento, é comum pensarmos em ações, mas existem centenas de opções no mercado, com rendimentos variados, ideais para cada situação e necessidade.

Por isso, se você não é do tipo que deseja arriscar o dinheiro poupado em situações de alto risco, pode escolher opções mais conservadoras e, mesmo assim, fazer seu dinheiro crescer.

O ideal, em todos os casos, é buscar variedades de investimentos que tenham rendimentos acima da inflação. Assim, você garante que seu capital não está perdendo valor com o passar do tempo.

Para quem tem uma empresa, ainda, investir pode ser bem mais simples. Por exemplo, usar uma parte do dinheiro para legalizar o negócio ou investir em tecnologias que facilitem o trabalho é uma das maneiras mais inteligentes de aplicar sua verba. Muitas vezes, o retorno pode ser até maior do que as taxas oferecidas pelas instituições financeiras em investimentos tradicionais.

Os três pilares e um único objetivo

A essa altura do texto, você com certeza entendeu por que os três pilares, apesar de terem nomes que parecem dizer a mesma coisa, na verdade são bem diferentes. Mas isso não significa que estejam completamente desconectados.

Quem não quer mais passar por apertos e busca uma vida financeira saudável e equilibrada precisa colocar os três pilares em prática, um após o outro. Sabemos que isso nem sempre será fácil, mas é importantíssimo se esforçar para que economizar, poupar e investir tornem-se parte da rotina financeira — seja pessoal, seja empresarial.

Agora que você já entendeu a importância desse ciclo para ter finanças mais confortáveis, confira algumas dicas de como começar a economizar e aplique-as para mudar a rotina financeira:

  • tenha controle das contas: esse é um pré-requisito mínimo para qualquer plano de organização econômica, que, apesar de ser óbvio, é frequentemente deixado de lado por autônomos, microempreendedores e pequenos empresários. Saiba de onde vem cada centavo que entra, e para onde vai cada centavo que sai;
  • faça cortes inteligentes: quando a crise bate, a tendência é que os administradores comecem a cortar todo tipo de gasto que veem pela frente. No entanto, dinheiro aplicado em funções que ajudam a aumentar o faturamento são sempre bons investimentos, e cortar esse tipo de custo pode trazer resultados ruins;
  • sempre olhe adiante: economizar, poupar e investir são ações muito importantes em crises econômicas, mas são ainda mais indispensáveis em boas fases. Quando o dinheiro não está contado, sobram oportunidades de economizar e guardar para o futuro. Esse olhar prevenido faz toda a diferença para tornar um negócio próspero.

Neste texto, mostramos os pilares do sucesso que vão acabar com a crise na sua empresa. Agora, que tal conhecer algumas ferramentas digitais que facilitam a administração do negócio e, de quebra, colaboram para que você organize as finanças e prepare-se para economizar, poupar e investir? Confira nosso artigo sobre o tema!

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.