Entenda a importância do planejamento orçamentário para seu negócio

entenda-a-importancia-do-planejamento-orcamentario-para-seu-negocio.jpeg

 

Um empresário conta com diversas ferramentas para manter a estabilidade financeira em seu negócio. Alguns exemplos simples são os demonstrativos financeiros, que ajudam a verificar a saúde econômica no momento atual. Para quem deseja ir além e se planejar para o futuro também existem opções — e o planejamento orçamentário é uma delas.

Ao utilizar essa ferramenta, será possível não só entender o cenário econômico em que o negócio se encontra, mas também prever de forma segura como o mercado estará nos próximos 12 meses. Dessa forma, é simples entender quais passos precisam ser dados para desenvolver a empresa nas áreas estratégicas durante esse período.

Quer saber como utilizar o planejamento orçamentário para trazer ainda mais sucesso para seu negócio? Saiba mais sobre ele a seguir!

A preparação para o futuro com a ferramenta correta

Imagine se você tivesse o poder de adivinhar o futuro. Com certeza, seria muito mais fácil tomar as decisões corretas e fazer o negócio prosperar, não é mesmo? Afinal, você saberia exatamente os períodos em que deveria economizar e quais as fases ideais para fazer investimentos.

Apesar do poder da adivinhação ser inalcançável, não é tão difícil assim conseguir prever o que acontecerá dentro do período de um ano em um negócio. Basta ter uma boa experiência na área e guardar a documentação contábil dos anos anteriores de sua empresa.

O planejamento orçamentário é uma espécie de demonstrativo contábil feito ao contrário, ou seja, antes dos lançamentos realmente acontecerem. Para não ser simplesmente um chute, precisa ser baseado em informações relevantes — como históricos de gastos e receitas mensais.

Quando utilizado da forma correta, o planejamento do orçamento ajuda o empresário a enxergar como será feita a aplicação de recursos para atingir um objetivo dentro do próximo ano. Ele é utilizado como um parâmetro mês a mês para o atingimento de metas, mas pode ser bem mais útil do que isso.

O planejamento orçamentário

Antes de tratarmos mais profundamente a questão dos benefícios do planejamento, devemos ter em mente qual a melhor forma de fazê-lo. Um bom começo é avaliar os documentos contábeis do passado para ter uma estimativa média dos seguintes pontos:

Planejamento de vendas

Quem tem dificuldade em prever quanto conseguirá faturar no próximo ano pode fazer uma média das vendas dos anos anteriores, mês a mês.

Projeção de deduções de vendas

Todos os impostos que podem ser abatidos do faturamento e reduzem o seu lucro devem ser incluídos nesta projeção, assim como outros possíveis gastos como devoluções, entre outros.

Projeções de custo

Saber quanto custa seu produto é essencial para calcular um valor correto na hora de precificar. Para prever os reajustes no custo das matérias-primas, você pode fazer uma projeção utilizando a inflação média para o setor.

Orçamento de investimentos

Veja quanto foi dedicado para os investimentos nos anos anteriores e calcule quanto será possível fornecer para o futuro.

Além desses cuidados, ao elaborar o seu planejamento, tente criar dois cenários possíveis: um pessimista e um otimista. Assim, você não será surpreendido por situações econômicas negativas nem ficará sem ação se o mercado tiver uma boa fase.

Os benefícios de pensar adiante

Quem não tem o hábito de fazer o planejamento orçamentário em sua empresa pode pensar que, talvez, esse trabalho não seja tão vantajoso quanto parece. Para rebater esse engano, basta refletir sobre alguns dos principais benefícios de criar essa programação, como veremos a seguir:

Aumento do engajamento

Quando o planejamento é feito de forma organizada e eficiente, são indicadas as metas de faturamento e custos de cada setor, mostrando que a participação de todos os funcionários da empresa é essencial para o atingimento dos objetivos anuais.

Com base na programação financeira é possível criar metas atingíveis e motivadoras, que deixam claro qual o papel de cada departamento para o planejamento da empresa naquele período. Além de possibilitar a criação de um orçamento para cada um deles, para que seja usado de forma autônoma ou com supervisão dos contadores ou responsáveis pelas finanças do negócio.

Facilidade de gestão de recursos

O planejamento destaca quais os passos financeiros que a empresa precisa dar para atingir suas metas e, com ele em mãos, só resta ao administrador seguir o planejado. Com isso, ele sabe exatamente quanto terá que investir em cada área, durante todo o ano.

Essa organização, por exemplo, deixa claro quais são os momentos de poupar ou gastar mais. Ou então, quando as metas não estiverem sendo cumpridas, pode servir de alerta e guia para uma reestruturação das finanças. O planejamento orçamentário serve como base de manobra para manter o dinheiro da empresa bem cuidado.

Agilidade na tomada de decisões

A rotina das empresas exige que muitas decisões estratégicas sejam tomadas com agilidade. Para não errar, o administrador ou empresário precisa estar bem preparado, munido de informações não só sobre a situação atual dos negócios, mas também das projeções de crescimento ou redução para os próximos meses.

O que vai dar essa noção estratégica para tomar decisões mais acertadas é, justamente, o planejamento orçamentário. Esse guia de ações pode fazer toda a diferença entre uma decisão que vai salvar a empresa ou afundar suas finanças de vez.

As dicas de otimização do planejamento de finanças e investimentos

A eficiência do planejamento orçamentário está clara, e você deve estar animado para implementá-lo no seu negócio. Para ter mais sucesso, confira 5 ideias simples para torná-lo ainda mais eficiente:

1. Divida o plano por setores

Quanto maior a empresa, mais fácil fica lidar com as informações do plano se ele estiver dividido por áreas de atuação, como marketing, recursos humanos, operacional etc.

2. Calcule o ROI dos seus investimentos

Para avaliar se o dinheiro aplicado em um projeto foi bem aproveitado, faça o cálculo dessa métrica. Assim, fica mais fácil saber quais investimentos devem ser mantidos no planejamento.

3. Mantenha o controle das metas

Não adianta traçar um caminho para o ano e abandoná-lo logo em seguida. Ao fazer a programação da empresa, defina também como e quando ela será acompanhada e ajustada, se necessário.

4. Crie uma cultura

O plano precisa fazer parte do dia a dia da empresa — e criar a cultura de consultá-lo e atualizar com os resultados é um dos melhores hábitos de administradores de sucesso.

5. Não se esqueça do capital de giro

Aproveite a estimativa das despesas e receitas para saber qual o capital necessário em caixa em todas as fases do ano. Não dar importância ao capital de giro pode causar grandes transtornos econômicos.

Nesse texto você descobriu o que é planejamento orçamentário, como aplicá-lo em sua empresa, seus benefícios e até dicas de como utilizá-lo de forma completa. Não deixe para depois: quanto antes sua empresa começar a seguir essa planificação, mais cedo conseguirá os resultados necessários para crescer!

Quer receber mais dicas para organizar as finanças de sua empresa e ter uma administração eficiente? Assine nossa newsletter e não perca nossas publicações!

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.

  • Clediano Andreza Calderoli

    adorei a materia, gostaria de saber o nome do escritor